Veja os alimentos que podem conter glúten

Depois de ler, avalie o artigo aqui:
1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (Nenhum voto até o momento)
Loading...

Tempo de leitura: 4 minutos

O Glúten é uma proteína e está presente em cinco cereais: trigo, aveia, centeio, cevada e malte – que é um subproduto da cevada – e está presente no nosso cardápio diário. Essa proteína é necessária e ao mesmo tempo evitá-la também é importante, pois ajuda no processo de emagrecimento, visto que alimentos produzidos a base de farinhas possuem carboidratos.

Para que serve o glúten

O glúten é necessário, pois ajuda no funcionamento do intestino, auxilia na absorção do colesterol e aumenta a sensação de saciedade. Ele também funciona como fonte de energia para o corpo, o mesmo tipo de energia fornecida pelo açúcar.

Doenças causadas pelo excesso de glúten

Uma das doenças causadas pelo excesso de glúten é a obesidade. Ao chegar ao intestino, este elemento torna-se uma espécie de cola que fixa nas paredes do organismo, acaba saturando o aparelho digestivo, aumentando a gordura na região abdominal, pode causar diabetes, dores nas articulações, dores de cabeça, alergias e também a depressão.

O glúten também é proibido para pessoas que possuem uma doença chamada celíaca. A ingestão de glúten causa a inflamação da mucosa intestinal, desta forma os nutrientes dos alimentos não são absorvidos e isso pode provocar anemias, diarreia, dermatite e outros tipos de distúrbios.

Muitas pessoas são alérgicas a esta proteína. 

Quem não tem intolerância ao glúten não deve se preocupar, no entanto, como tudo na vida, equilíbrio na alimentação é sempre indicado. O consumo de pães, massas e grãos deve ser de preferência integrais por serem mais equilibrados em nutrientes, possuírem maior quantidade de fibras e proporcionarem maior saciedade, ajudando a evitar os excessos na quantidade ingerida.

Alimentos que contém glúten

Você sabia que você consome glúten em vários momentos do seu dia ou pelo menos parte dele? Pois pode acreditar nisso. Alimentos à base de trigo possuem glúten como pães, pizzas, bolachas, torradas, massas, cerveja, cereais matinais, bolos, salgadinhos, enfim, muitas coisas gostosas e que fazem parte de nosso cardápio diário.

Na verdade, o nosso organismo precisa disso, mas na quantidade necessária para que não haja doenças no futuro, por isso, é muito importante a moderação de alimentos com glúten.

Alimentos que podem conter glúten

  • Molho de soja  
  • Alimentos em conserva
  • Batata frita congelada e batata chips 
  • Produtos que simulam carne
  • Molhos
  • Temperos prontos
  • Alimentos processados  
  • Ketchup
  • Cereais e barrinha de cereais
  • Xaropes e alguns remédios

Muitas pessoas não sabem, mas algumas marcas de shoyo (molho de soja) contém glúten!

As batatas fritas e batatas chips possuem glúten, pois esse tipo de produto costuma conter aromas processados que contêm trigo, cevada ou centeio. Em nome da sua saúde, verifique o rótulo antes de consumir este tipo de batata.

Alguns molhos de salada contêm algum tipo de agente espessante, isto é, substância que aumenta a viscosidade de um líquido sem alterar suas outras propriedades, e um certo número deles contêm glúten. A substância está presente no “amido modificado” descrito na embalagem do produto.

Geleias de fruta e de mocotó, doces e sorvetes caseiros preparados com alimentos permitidos; achocolatados de cacau, balas e caramelos; maionese, ketchup, mostarda e temperos industrializados podem conter o glúten.

Dependendo da marca, alguns alimentos podem conter glúten. Por isso, não deixe de ler os rótulos.

Existem diferentes drogas que podem conter glúten, mas não são realmente muitos os que sabem ler os excipientes ou composição.

Os medicamentos podem conter glúten, sendo este usado para dar consistência e forma, contendo muitos deles amido de milho, mas não a maioria.

Um excipiente é uma substância, que não o princípio ativo do medicamento, que é adicionado para alcançar a forma desejada (cápsula, pomada, comprimido ou xarope) e ajuda o princípio ativo a ser formulado de modo estável, eficaz, podendo representar cerca de 90% da sua composição.

Entre eles, temos: amido, lactose, sacarose, manitol ou levulose.

Usar um em particular depende da forma final do fármaco, da via de administração, do tipo de paciente para o qual é indicado (diabéticos, doentes celíacos, intolerância à lactose, crianças…)

A título de exemplo: para que um xarope agrade a uma criança, normalmente é utilizada a lactose; se é um comprimido solúvel, é utilizada a sacarose e para comprimidos mastigáveis o manitol dá frescura.

Quem conhece melhor os medicamentos é quem os prescreve. Os médicos têm informação sobre princípios ativos e informações técnicas sobre a sua composição. Por isso, eles devem garantir a segurança de seus pacientes, indicando o medicamento adequado para ser tomado.

Não havendo certeza dos ingredientes, será mais sábio trocar por uma alternativa segura.

Veja mais detalhes sobre Remédio para imunidade baixa, clicando na imagem abaixo.

alimentos com gluten60 ml
“Restabelece a saúde do organismo ativando seus mecanismos de defesa sendo…” Farmacêutica Neila Mara

comprar

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (Nenhum voto até o momento)
Loading...

Sobre Ellen Frazão

Meu nome é Ellen Frazão e promovo a boa nutrição. Trabalho com dietas, tratamentos para emagrecimento, reeducação alimentar, atividades físicas voltadas para melhoria do metabolismo, alimentação infantil e grupos especiais. Fique à vontade para fazer perguntas e postar seus comentários! Acesse meu Perfil no Google+. Sou uma personagem criada para representar a equipe farmacêutica e nutricionista da Farmácia Eficácia que criam, revisam e respondem por todos os artigos publicados no blog.