Tech neck: precisamos falar da saúde óssea

Depois de ler, avalie o artigo aqui:
1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...

Tempo de leitura: 7 minutos

Você sabe ou imagina o que significa o termo “Tech Neck“? Ou quem sabe você tenha talvez ouvido falar em “Neck Text“? Parece que os termos usados não são muito sugestivos: “Pescoço tecnológico” ou “Pescoço de texto“. Apesar dos nomes inofensivos, essas são designações para um problema de saúde global.

Para aquelas pessoas que são amantes dos celulares e das conversas no whatsapp, é bom que fiquem informados sobre uma nova preocupação, por parte dos profissionais de saúde em coluna vertebral, que é a “Text Neck”, cuja tradução literal em português é “pescoço de texto”.

Essa questão é tão séria, que ortopedistas e fisioterapeutas a consideram uma nova síndrome, que já vem comprometendo bastante a saúde da população mundial.

A OMS já considera como epidemia os problemas de coluna e pescoço causados pela má postura ao usar celulares e laptops. A origem do problema não é difícil de identificar. Basta observar durante o seu dia a quantidade de pessoas ao redor que estão com a cabeça abaixada para usar o celular.

Esses profissionais afirmam que o nosso corpo com o passar dos anos vai sofrendo desgaste natural, pois as células envelhecem como um todo, inclusive as células do tecido ósseo da coluna vertebral. Assim, com o desgaste natural do envelhecimento, o corpo não recupera mais o tempo perdido, pois esse é um processo natural da nossa existência.

No entanto, a “text neck” preocupa os médicos por tratar-se de uma condição patológica da coluna vertebral, que acontece, principalmente, por causa da má postura devido ao uso excessivo das telas digitais.

De acordo com os especialistas, a comunicação de texto virtual (whatsapp e outros) das tecnologias (celulares, tablets, notebooks e outros) é a vilã que tem causado esse desgaste ósseo precoce, pois as pessoas permanecem diante das telas digitais por muitas horas, mas não estão atentas à postura curvada que compromete a coluna vertebral. 

Recente pesquisa, tendo como foco pessoas entre 18 e 33 anos, apontou que esse público costuma pegar o celular mais de 85 vezes por dia, isso corresponderia a um total de mais de cinco horas com os olhos fixados a uma tela. Como todo excesso traz consequências, com o celular não seria diferente. 

E a síndrome do pescoço de texto entra justamente para o rol dos males provocados pelo excesso do uso desses aparelhos portáveis, tendo como desencadeador a adoção de uma postura errada do usuário no manejo dos aparelhos.

A cabeça humana e pescoço pesam em torno de 6 kg na posição neutra (0º de angulação – olhar no horizonte). Quando a cabeça é arqueada para frente, as cargas de força transmitidas à coluna cervical aumentam de forma sensível. Flexionada em 15º, o peso dobra para 12 kg, em 30º, 18 kg, e com a cabeça inclinada à frente em 60 graus, posição em que usamos o celular, a força pode chegar a 27 kg.

Isso é considerado um problema grave. Pense se consegue se imaginar carregando 5 sacos de arroz e um pouco mais durante várias horas?

Embora seja evidente a preocupação com a “text neck”, não podemos de forma alguma nos esquecer de que a tecnologia faz parte do processo civilizatório do homem e que ela acontece, principalmente, para facilitar as relações entre nós. Evoluir é um processo constante e não há como retroceder! O importante é prevenir esta síndrome.

Por essa razão, vamos ficar atentos e nos cuidar. 

Segue aqui sete dicas de cuidados fundamentais para evitar o “tech neck”:

  • Posicione o aparelho na altura dos olhos – Esta posição e o aumento do tamanho das letras para poder ler de longe evitam a necessidade de flexionar e projetar a cabeça para frente, fora do eixo neutro.
  • Use mais a função áudio – Opte por não trocar mensagens escritas. Utilize mais as funções de áudio, de preferência utilize fones, deixando as mãos livres.
  • Pause e mude de posição – Levante-se ou mude de posição a cada 15 ou 20 minutos a fim de reduzir a fadiga nos músculos do pescoço e do ombro. Faça alongamento e fortalecimento do pescoço frequentemente durante o dia para reduzir o esforço físico e melhorar a postura do pescoço e ombro.
  • Evite usar tablets/smartphones no colo, para não prejudicar a postura.
  • Adquira um bom conjunto de cadeira e mesa, com boas características ergonômicas, isso irá ajudar. Cadeiras com apoios para os braços poupam o usuário de ter de se flexionar sobre a mesa para apoiar os mesmos.
  • Apoie os braços sobre a mesa para diminuir a tensão nos ombros.
  • Tente reduzir o tempo de uso dos dispositivos que provocam essa inclinação do pescoço.

Quais os sintomas do “text neck”?

  • Rigidez no pescoço e nas articulações dos ombros.
  • Dor de cabeça, nuca e fundo dos olhos.
  • Desalinhamento da coluna cervical, o famoso “Tech Neck”.
  • Dor nas costas.

E quando a dor causada pela síndrome do “text neck” se torna crônica?

Caso isso aconteça, um mero alongamentos e exercícios podem não ser suficientes nem funcionar, então é hora de procurar auxílio de um profissional.

Na maioria dos casos, a dor costuma aumentar ao final do dia, podendo, inclusive, se refletir na qualidade do sono. Como se isso não bastasse, a dor pode irradiar para a região dos ombros e para outros membros. Embora felizmente seja mais raro, se não cuidada, a text neck pode ocasionar problemas mais sérios, como a compressão do nervo cervical. 

Vale ressaltar que toda dor no pescoço deve ser investigada por um profissional, pois nem sempre ela está atrelada ao mau uso do celular.

Somente uma avaliação médica que irá direcionar como deverá ser o tratamento, que poderá ter o suporte de medicamentos para aliviar a dor – anti-inflamatórios, analgésicos ou relaxantes musculares. No entanto, se não houver uma mudança de hábito e uma tomada de consciência por parte do usuário, há uma forte probabilidade de que o quadro de dor retorne em pouco tempo. 

Em alguns casos, o simples fato de reduzir o tempo de uso do aparelho, passando a ter mais atenção ao dia a dia, faz com que a dor vá automaticamente diminuindo.

No entanto, se o mau uso traz consequências nefastas, é interessante saber que, por outro lado, a tecnologia oferece ferramentas interessantes para ajudar o usuário a não cometer exageros. 

Há vários aplicativos criados para alertar o usuário que excede o limite do razoável no uso das telas. Entre eles, estão o Flipd, o Moment, o Forest, o Siempo ou o Dinner Mode.

Por fim, fica a recomendação para procurar um profissional qualificado caso você já se identifique com os sintomas do “Pescoço tecnológico”. Fique atento com sua postura e não deixe seu Smartphone te presentear com um ” Tech Neck”! Mude seus hábitos digitais.

Veja mais detalhes sobre Sulfato de Glucosamina, clicando na imagem abaixo.

Sulfato de Glucosamina30 sachês
“A Glucosamina é uma substância natural muito eficiente no tratamento da osteoartrite, um tipo de artrite que ocorre quando a cartilagem degenera, quer devido a uma lesão ou devido ao normal desgaste ao longo dos anos.” Farmacêutica Fernanda Oliveira Carvalho

comprar

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...

Sobre Ellen Frazão

Meu nome é Ellen Frazão e promovo a boa nutrição. Trabalho com dietas, tratamentos para emagrecimento, reeducação alimentar, atividades físicas voltadas para melhoria do metabolismo, alimentação infantil e grupos especiais. Fique à vontade para fazer perguntas e postar seus comentários! Acesse meu Perfil no Google+. Sou uma personagem criada para representar a equipe farmacêutica e nutricionista da Farmácia Eficácia que criam, revisam e respondem por todos os artigos publicados no blog.